Cilindros pneumáticos podem ser conhecidos como cilindros de ar, termo comercial de mercado.

Este tipo de equipamento é vantajoso quando comparado com os sistemas hidráulicos, ambos atendem à uma gama gigantesca de aplicações, ainda mais com a revolução da Indústria 4.0 que esta sendo discutida nos dias de hoje.

Mas qual é a definição para ciclindro pneumático?

Basicamente um cilindro pneumático é um dispositivo usado para gerar força, isso acontece quando utiliza-se equipamentos como compressores de ar que geram o elemento que alimenta o cilindro. É possível encontrar no mercado cilindros que podem ser alimentados por elementos como o gás.

cilindro pneumático básico consiste de uma câmara cilíndrica, com um pistão móvel e de admissão e canais de escape. Quando o ar comprimido ou o gás é injetado para o fundo do cilindro, isso se expande e empurra a haste do pistão para fora gerando força. 

Para operar o cilindro, o ar deve primeiro ser pressurizado e isto é feito através de uma bomba. As bombas são utilizadas para forçar um determinado volume de ar em um espaço menor, fazendo com que sua pressão aumente acima do nível atmosférico. O ar pressurizado armazena a energia utilizada em comprimi-la. Quando permitido a se expandir, este ar tende a despressurizar de volta à sua pressão atmosférica original.

Você Gostou Deste Artigo?
Cadastre-se hoje clicando aqui e receba atualizações por e-mail. Respeitamos a sua privacidade e você nunca terá seu e-mail divulgado.

O cilindro pneumático opera com base neste princípio, o ar é comprimido e depois encaminhado para a câmara cilíndrica que fica na base de um pistão móvel. O ar pressurizado exerce força contra a base do pistão, fazendo com que o pistão se mova para cima através do cilindro oco. A haste se estende da base do pistão para cima através do topo do cilindro. Quando o ar comprimido se expande para o espaço vazio e move o pistão para cima, esta vara também se move, fornecendo uma maneira de mover outros elementos mecânicos.

posição do pistão em um cilindro pneumático é controlada por uma válvula que distribui o ar comprimido na parte superior ou na parte inferior do cilindro. Quando a extremidade da haste, ou a parte superior, do cilindro são cheias com o ar pressurizado, o pistão move-se para baixo, e o ar abaixo do pistão é jogado para fora através de uma tubulação de exaustão. Este sistema permite que o cilindro seja operado repetidamente para gerar a força.

Sistemas pneumáticos têm várias vantagens sobre os sistemas hidráulicos, que utilizam água ou outro fluido para gerar movimento mecânico. O ar de exaustão de um cilindro pneumático pode ser liberado para o ar circundante, sem preocupações ambientais. O ar é fácil de obter e pressionar. Além disso, os vazamentos não são uma preocupação nos sistemas pneumáticos. As desvantagens dos pneumáticos incluem a necessidade de operar tais sistemas em alta pressão, que pode ser perigoso, bem como a necessidade de manter o ar limpo e filtrado.

Vários dispositivos mecânicos familiares fazem uso da força pneumática. Pistolas de pregos, usada na construção para fixar pregos na madeira ou concreto, extraem sua força de um ou mais cilindros pneumáticos. Outros exemplos incluem bombas de bicicleta e os freios de ar utilizados em ônibus e caminhões. Além de aplicações de consumo, os cilindros pneumáticos também são amplamente utilizados em ambientes industriais, como fábricas de embalagens e oficinas mecânicas.